Solução na Mídia

500 vagas de trainee com salários de até 3,5 mil
A Ambev busca em seus trainees motivação para encarar e resolver desafios

Trainee: quase funcionário e não mais estagiário. Salários? Bastante atraentes para um recém-formado, em torno de R$ 2,5 mil e R$ 3,5 mil. Um trainee da Ambev, por exemplo, tem um rendimento mensal de R$ 2,8 mil, acrescidos de assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale-refeição, vale-transporte e 14º salário.

Cada vez mais empresas vêm investindo nesse processo, como forma de preparar e selecionar seus funcionários, só no segundo semestre deste ano serão ofertadas mais de 500 vagas para diferentes segmentos. Profissionais com até dois anos de formados ingressam nos programas, que representam a porta de entrada para o mercado de trabalho.

Segundo a Gerente Corporativa de Recrutamento e Seleção da Ambev, Elisabeth Furiati, nos últimos cinco programas de treinamento, a empresa recebeu uma média de 20 mil inscritos por edição, o que comprova a grande concorrência pelas vagas ofertadas.

"O Programa de Trainee, hoje, é a principal porta de entrada da companhia, por isso a grande concorrência pela conquista de uma vaga. Esse processo de treinamento possibilita que o funcionário conheça diferentes áreas da empresa, até que se identifique com uma e assuma cargos superiores", ressalta.

O aproveitamento médio dos trainees ao final do treinamento é de 90%, podendo atingir absorções maiores em alguns casos.

Segundo a gerente da Foco Talentos, empresa organizadora de concursos e processos seletivos de estagiários e trainees, Renata Schmidt, os programas de treinamento são um investimento da empresa no funcionário, por isso, há uma boa margem de contratação.

"Só neste ano já realizamos 16 programas de trainees, com uma média de 205 vagas no total. Desse montante, cerca de 90% conseguiram emprego no final do processo, já que esse é o principal objetivo da empresa, preparar o candidato que será o seu futuro funcionário", destaca Renata.

Renata também acrescenta que mais da metade dos funcionários em cargos de gerência hoje, iniciaram na empresa como trainees.

"Existem companhias que submetem até mesmo seus funcionários já contratados ao treinamento, a diferença é que estes não dependem do desempenho para contratação, uma vez que já fazem parte do corpo de funcionários da empresa".

O Diretor da Cia de Talentos, que já organizou cerca de 21 programas para trainees só neste ano, Vitor Paschoal, é ainda mais otimista. Vitor destaca que, em alguns processos, a contratação pode chegar a 100%.

"Quando a empresa resolve investir no trainee ela cria expectativas com seu desempenho, já que se trata de um investimento financeiro, mensal, razoável", destaca Paschoal.

Aproveitamento para bons cargos nas instituições

O gerente do Grupo Ambev, Luiz Fernando Edmond, e a Gerente de Marketing Institucional da empresa, Renata Grahi, são exemplos de ex-trainees que hoje assumem bons cargos dentro da instituição.

Renata participou da seleção de 2002, iniciou no treinamento em 2003 e chegou à gerência em 2006. Ela explica que o perfil buscado nesses profissionais é: uma formação sólida, motivação para encarar e resolver desafios, entusiasmo, liderança, habilidade para negociações e visão empreendedora.

"Não existe uma fórmula, mas um mínimo a ser seguido para atender ao perfil desejado pelas empresas. Conhecimentos técnicos e de línguas são quesitos básicos, mas é preciso um diferencial", enfatiza Renata.

Outra exigência recente nesse mercado é a experiência exterior dos candidatos, seja através de intercâmbios ou cursos à distância.

"Podemos dizer que 99% das empresas exigem um bom conhecimento de inglês, mas isso não é diferencial. Um forte candidato precisa apresentar algo de destaque, como uma experiência internacional, boa retórica e iniciativa, fatores que vão sendo observados, principalmente, nas fases presenciais da seleção", explica Carla Esteves, gerente de projetos da Cia de Talentos.

As áreas que mais abriram processo de seleção de trainees neste semestre foram: administração, economia e engenharia. A consultora de Recursos Humanos da Solução RH, Moema Aquino, explica que, geralmente, a seleção engloba as seguintes etapas: envio e triagem de currículos (a fase que mais elimina candidatos); provas on-line; inglês; raciocínio lógico; entrevistas, coletiva e individual; dinâmicas de grupo e testes específicos da área.

"As empresas buscam nessas seleções profissionais com boa formação, pró-ativos, empreendedores, comunicativos, com conteúdo e, em 99% das vagas, que tenham algum idioma. Algumas empresas já exigem experiência internacional. Em todas as etapas são observadas a escrita e a retórica dos candidatos", enfatiza Moema.

Anualmente, a empresa oferece uma média de 500 vagas para trainees, mas a concorrência ultrapassa muito essa oferta, chegando a uma média de 9,6 mil candidatos só para um dos programas em aberto.

"Os processos de seleção de trainees cresceram tanto que já podem ser comparados ao vestibular, com muita concorrência e dificuldade", destacou Moema.

Tão difícil quanto o vestibular

Quatrocentos e onze mil candidatos. Esse foi o total de currículos recebidos pela Cia de Talentos, empresa organizadora de seleções de trainees e estagiários, entre janeiro de 2005 e junho deste ano. A grande demanda, que às vezes chega a computar mil candidatos na disputa por uma única vaga, faz com que as empresas fiquem mais exigentes na triagem desses profissionais.

Para vencer essa concorrência e sobreviver à triagem, é preciso tomar alguns cuidados em cada etapa de seleção, como explica a consultora de Recursos Humanos, Moema Aquino.

"Seleções para trainee já estão tão difíceis quanto vestibular, por isso é importante preparar-se para o processo".

Moema explica que o primeiro ponto com que o candidato tem que se preocupar é a formatação de seu currículo, que deve ser enviado da forma mais simples possível, com dados pessoais básicos, formação, coeficiente de rendimento e experiências, que não são pré-requisitos no caso de trainees.

O coeficiente exigido pelo mercado é de 2,5 pontos acima da média determinada pela instituição de formação, ou seja, bem próximo de dez.

"Falar em coeficiente dez imagina-se um selecionado perto da perfeição, mas não é muito longe disso. Empresas buscam o diferencial e isso poucos apresentam".

A segunda preocupação do candidato deve ser com a apresentação textual, já que lhes é exigida a formulação de um texto de apresentação pessoal. A criatividade e boa ortografia são chaves para passar dessa etapa.

O diretor da Cia de Talentos, Vitor Paschoal, acrescenta que um bom desempenho nas fases de contatos pessoal, entrevistas e a dinâmica são fundamentais.

"Além de atualizado, bem informado e com boa formação, o trainee precisa saber se relacionar em grupo. Esse quesito é avaliado durante a dinâmica de grupo", destaca.


Sucesso – Para um bom desempenho nas entrevistas e dinâmicas, segundo a Gerente Geral de Recursos Humanos do Banco Santander, Fátima Barreiras, o candidato precisa ter um bom desenvolvimento a médio e longo prazo, já que são observados por até seis meses, tempo médio de um processo.

"Costumo dizer que tem que ter 'brilho no olhar', ou seja, visão de carreira e vontade de arriscar, já que no final têm que apresentar um projeto desafiador. Embora recebamos uma média de dez mil currículos por seleção, ainda assim é difícil encontrar essa energia e autenticidade".

Com certeza um salário inicial de R$ 3,5 mil oferecido pelo Santander Banespa é um fator atraente na seleção, mas, além disso, o treinamento e a experiência de mercado adquiridas também pesam na escolha desses jovens.

A trainee da empresa Ford, Vanessa Lima, de 28 anos, formada em Engenharia Eletrônica disse que o rendimento pesou na sua escolha, mas que sem dúvida o que ela vem aprendendo terá muito mais valor.

"É uma possibilidade de formação de carreira e um treinamento. Como trainee eu cresço aqui e para o mercado".

Empresas oferecem oportunidades

Ambev – Vagas: 55. Rendimentos: R$ 2,8 mil/benefícios. Requisitos: Conclusão do curso entre junho de 2005 e dezembro de 2006, inglês, espanhol e disponibilidade para viajar. Inscrições: de 1º a 31 de agosto no site www.ambev.com.br.

Unibanco – Vagas: 30. Rendimentos: salário/benefícios. Requisitos: Formação entre dezembro de 2004 a dezembro de 2006, inglês fluente e conhecimento de informática. Inscrições: até 31 de agosto no site www.unibanco.com.br.

Bandeirantes – Vagas: 15. Rendimentos: salário/benefícios. Requisitos: Formação entre dezembro de 2004 e dezembro de 2005, conhecimentos avançados de inglês. Inscrições: até o dia 31 de julho no site www.band.com.br/trainee.

Santander Banespa – Vagas: 40. Rendimentos: R$ 3,5 mil/benefícios. Inscrições: até 3 de setembro no site www.santanderbanespa.com.br.

Coca-cola – Vagas: 10. Rendimentos: salário/benefícios. Requisitos: ser formado há dois anos, inglês, domínio de microinformática e disponibilidade para morar no Rio de Janeiro. Inscrições: até 16 de outubro no site www.cocacolabrasil.com.br.

Bosch – Vagas: 28. Rendimentos: R$ 3 mil. Requisitos: fluências em inglês ou alemão e disponibilidade para viagens. É desejável que o candidato tenha pós-graduação concluída ou em curso e experiência profissional. Inscrições: até 30 de setembro no site www.bosh.com.br.

Nestlé – Vagas: 25. Requisitos: estar formado há no máximo dois anos, inglês, disponibilidade para viagens. Inscrições: até 15 de setembro no site www.nestle.com.br.

Vale do Rio Doce - Vagas: 150. Rendimentos: R$ 2,7 mil/benefícios. Requisitos: Inglês e conhecimentos de informática. Inscrições: até 30 de setembro no site www.cvrd.com.br.

Ford – Vagas: 72. Rendimento: salário + benefício. Inscrições: até 13 de agosto no site www.ford.com.br.

BOB’s – Vagas: 22. Rendimento: salário + benefício. Inscrições: durante todo o ano no site www.bobs.com.br.

Johnson & Johnson – Vagas: 20. Rendimento: salário + benefício. Inscrições: até 30 de setembro no site www.jnjbrasil.com.br.

Votorantin – Vagas: 55. Rendimento: salário + benefício. Inscrições: de agosto até 10 de outubro no site www.votoramtin.com.br.

Editora Abril – Vagas: não divulgadas. Rendimento: salário + benefícios. Requisitos: Inglês e microinformática. Inscrições: até 17 de setembro no site www.abril.com.br.

Multibras S.A. – Vagas: não divulgadas. Rendimentos: salário + benefícios. Requisitos: formado há dois anos, inglês e disponibilidade para residir em outras cidades. Inscrições: até 25 de setembro no site www.multibras.com.br.

Maria Izabel Muniz
Jornal O Fluminense
23/07/2006