Solução na Mídia

Da folia para a fila

Com base na tese de que o ano só começa depois do Carnaval, é hora dos trabalhadores desempregados buscarem uma nova oportunidade. A expectativa é de que o número de vagas cresça a partir da semana que vem, quando grandes empresas também iniciam os cadastramentos. As consultorias de Recursos Humanos dão dicas para quem pretende investir na retomada da carreira.

Recuperados da ressaca dos quatro dias de folia, é preciso começar pela atualização do currículo. Portanto quem vai procurar emprego amanhã deve tirar hoje o dia para conferir todos os dados. Segundo a diretora da Ícone Recursos Humanos, Jaqueline Soares, é recomendável que o currículo tenha apenas uma página e seja objetivo.

    - Muitas pessoas esquecem informações básicas, como telefone e e-mail e isso dificulta que a empresa entre em contato com elas. Além disso, não esquecer de colocar resumo das atividades profissionais desenvolvidas – ressaltou Jaqueline.

Antes de fazer uma maratona e perder tempo em filas, a diretora regional do Grupo Foco, Ruth Muraro, aconselha preencher ficha nos sites, porque, depois, o candidato já comparece à agência com hora marcada para entrevista.

A consultora da Solução RH, Moema Aquino , lembra que o candidato desempregado deve evitar agências que cobram taxas. Quem não tiver computador deve buscar associações de moradores e cursos gratuitos que oferecem acesso gratuito à rede.

Mas também é preciso se preparar para uma entrevista de emprego. Segundo Cleide Mello, diretora da Labor Consultoria, o candidato deve se manter atualizado com leitura diária de livros e jornais, além de cuidar da apresentação e postura, para não ser eliminado na seleção.

    - As pessoas precisam de um preparo maior no português, pois muitas não conseguem fazer uma redação – disse Cleide.

De volta à rotina

Candidato a uma vaga na área de telemarketing, Adelson Oliveira da Silva, de 19 anos, aproveitou os dias de folia para descansar das entrevistas e processos seletivos pelas quais passou antes do carnaval.

    - Eu passei por treinamento para uma vaga de operador ativo. Estou desde dezembro à procura de uma oportunidade – afirmou o candidato.

As oportunidades

Segundo Moema Aquino, consultora da Solução RH , o candidato não deve desanimar se não conseguir uma chance neste mês.

    - Como fevereiro é curto, os empregadores muitas vezes preferem esperar março, para não ter que pagar poucos dias. Mas ainda assim os processos seletivos não param, mesmo que a contratação seja feita apenas no mês seguinte – afirmou Moema.

Procurar emprego também exige planejamento prévio. Na opinião da diretora regional do Grupo Foco, Ruth Muraro, o trabalhador deve refletir onde quer chegar. Segundo ela, é imprescindível saber em que agências entregar currículo e o motivo da escolha, além de saber informações sobre a empresa contratante. As consultoras da CAT, aconselham também fazer roteiros de visita nas agências conforme as regiões da cidade, assim o trabalhador economiza tempo e dinheiro da passagem.

Carolina Bessa

13/02/05

Vida Ganha –Extra