Solução na Mídia



Programa de terça-feira, 2 de maio

O Sem Censura recebeu a Consultora de Recursos Humanos, Moema Aquino. Ela falou sobre a Troca de Carreira e "Plano B".

Estiveram também no programa a cantora Zélia Duncan, a empresária Vivian Arab, o estilista Marco Sabino, o empresário Paulo Monteiro e a designer Sara Abreu.

Troca de carreira e plano

Segundo Moema Aquino, a “profissão B” está sendo cada vez mais procurada por profissionais que não querem largar a estabilidade do emprego atual, mas que buscam realização e satisfação pessoal numa outra atividade. Geralmente este “plano B” engloba profissões ligadas a um “hobby” e ocupam o horário da noite ou os fins de semana.

Mas Moema Aquino diz que o ideal seria que a pessoa pudesse se realizar na sua profissão e ser bem remunerado por isso.

Um estudo do instituto de pesquisas sociais, políticas e econômicas (IESPE) e da MCI Marketing mostrou que apenas uma em cada quatro pessoas estão felizes com o trabalho. A pesquisa mostra que 28% dessas pessoas não atuam em áreas para as quais se prepararam; e 29% não sabem se gostam do que fazem.

Muitos psicólogos acham que começar uma nova carreira pode ser a melhor maneira de evitar frustrações em quem não está satisfeito com o trabalho. Quem sai da escola e entra direto da faculdade, muitas vezes não está preparado para escolher sua carreira.

Moema Aquino já orientou diversas pessoas insatisfeitas com suas profissões. Ela diz que se a pessoa tem certeza absoluta de que não está na carreira ideal, deve mudar de profissão. Quem tenta “empurrar o problema coma barriga” pode perder a motivação para trabalhar e até a vontade de viver. Mas a mudança não pode ser feita de uma hora para outra. Deve ser muito bem planejada e pode levar anos até ser concluída.

Perguntas e respostas
Sem Censura 02/05/2006

Primeira pergunta:
É ruim fazer duas faculdades quando não se tem certeza da profissão que se quer?

Fernanda Gomes – Botafogo – RJ

Resposta:
Não, acho que se você tem tempo e dinheiro é um excelente investimento, porém procure aproveitar as duas e se forem de crédito, matricule-se em poucas matérias.

Segunda pergunta:
O que fazer quando a falta de coragem não deixa a pessoa ir em busca da profissão que quer ter?

Ana Cláudia – Glória – RJ

Resposta:
Vá testando, ou seja, exercite algumas atividades da profissão desejada sem abandonar seu porto seguro.

Terceira pergunta:
Como enfrentar o preconceito de estar começando uma nova carreira? Sou arquiteta e resolvi estudar psicologia!

Juliana Prado – Lagoa – RJ

Resposta:
Preconceito existirá sempre, porém se você está decidida a mudar, tenho certeza que os preconceitos não passaram de quebra molas. Olhe a vista, aprecie a paisagem. Ela é mais importante e gratificante.